Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

tão longe e tão presente...


tão perto e tão longe
você teme a minha doce vingante presença
sabe que eu não faço parte dos seus
e que com os teus nunca compartilharei nada

dessa sua mente improdutiva sai nada além de doenças e ódios
vaidades insossas e palavras que não cabem em meu caráter

lamento por você ter se pervertido tanto, moça
era tão linda e doce

não quero tomar para mim esse seu ar presunçoso
ignorante você é, meu bem
deixa escapar por entre gritos e berros
doses tão belas de tua personalidade que já se foi

não pense que você é única
o mundo não da voltas em torno de tua cintura
e que os anjos não te digam amem nunca mais
se assim crucificar os outros você for


exista pra você mesma e não para os outros
essas tuas rosas não são assim tão belas
porque você é metade do que acha que é
e pensa ser muito mais do que algum dia poderá ser

tão longe e tão presente
é uma outra luz vinda de tuas costas que te afoga
e não tua própria luz
e não teu próprio Bem
porque você os deixa morrer


eu suo por você
eu canso por você
tuas pegadas serão seguidas apenas por mais corvos e corvos
espero poder sair de tua vida bem quieto
sem em você nada movimentar

não acredito que você algum dia possa mudar
não creio que tanta coisa assim você desmantelou com o olhar
não creio que você algum dia já foi você mesma
e que se deixou dominar por eles
como parte inerente desse nosso mundo estranho e irrequieto


não consigo pensar que te amei
não consigo acreditar que vivo um pouco por você
você está e não está
é um zumbi como eles
e se entrega em suas modinhas baratas
longe e tão perto
você se desmascara no mais escuro dos lugares
e mente a si mesma
e chora com seus bonecos
sem a humildade de pedir perdão aos seus botões

sabe que é assim tão pecadora e sequer corre o risco de tentar mudar
não quero acordar amanha pela manha
e ver teu rosto gritando comigo
não quero sair a céu aberto e ter que dobrar uma página no espaço!


fique longe que é o melhor que pode fazer a nós dois
não me dite regras e não mais mergulho em ira
e serei feliz
se de dentro dos alicerces de meus pensamentos eu conseguir te eliminar!
Rônaldy Lemos
Enviado por Rônaldy Lemos em 21/10/2006
Código do texto: T269628
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rônaldy Lemos
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, 34 anos
1173 textos (70494 leituras)
70 áudios (455 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:37)
Rônaldy Lemos