Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CLAUSTROS DE SILENCIOS (port/esp) trad. Betty

CLAUSTROS DE SILENCIOS

Há claustros nas minha horas
Em que vagueio silêncios
Aqueles onde me escuto
E em nitidez me vejo
E em maior clareza penso
Meus escuros olhos remoço
Vivo no tempo absoluto
Onde me acho e me amo.
O meu tímido sorriso
Dulcifica-me o rosto
Todas as tristezas esqueço
Ao vaguear, no meu claustro



CLAUSTROS DE SILENCIOS



MARIA PETRONILHO

 





HAY CLAUSTROS DE SILENCIO
EN LAS HORAS MÍAS,
EN QUE VAGANDO SILENCIOS
AQUELLOS DONDE ME ESCUCHO,
Y EN NITIDEZ ME VEO,
Y CON MAYOR CLARIDAD PIENSO,
MIS OSCUROS OJOS REMOZO,
VIVO EN EL DONDE
ME CONSIDERO Y ME AMO,
VIVO EN TIEMPO ABSOLUTO
O MI TÍMIDA SONRISA
ME DULCIFICA EL ROSTRO,
TODAS LAS TRISTEZAS PADEZCO,
AL VAGAR EN EL CLAUSTRO MÍO.



Traducción para el español - Betty - Argentina

   
 























Maria Petronilho
Enviado por Maria Petronilho em 28/01/2005
Código do texto: T2714
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Maria Petronilho (registo www.igac- ref 2276/DRCAC - Ministério da Cultura, Portugal)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Maria Petronilho
Almada - Setúbal - Portugal, 64 anos
1238 textos (130540 leituras)
60 áudios (14347 audições)
9 e-livros (5156 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 06:31)
Maria Petronilho

Site do Escritor