Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cravos & Espinhos

Cravos, espinhos,
Torturas ,  mágoas...
Pedras que cortam
Mas fazem caminhos


De mim mesmo não me vejo
Porém a ti percebo
Se sinto a tua presença
A luz que me ilumina descrevo.


Como posso por anos a teu lado
Viver sem te conhecer
Te querer meio sem querer
E ainda sentir medo de te perder?


A vida deve seguir seu rumo
Mas já não sei se será ao teu lado
Nossos caminhos já não se cruzam
Nossos olhares já não se percebem


Será o fim de mais uma história
Que seria um romance ideal?
Aqueles dias cheios de glória
Chegaram enfim ao final?


Aguardemos o final dos fatos
Pensamentos, palavras e atos
Seja feita a vontade dos homens
pois neste crime, somos sempre os culpados.


Que querem de mim afinal?
Como posso doar o que não possuo?
Como amar se já não tenho um coração?
Só o que posso é te pedir perdão.

Arquimedes
Enviado por Arquimedes em 24/10/2006
Código do texto: T272496
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Arquimedes
Conselheiro Lafaiete - Minas Gerais - Brasil, 43 anos
10 textos (276 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:49)
Arquimedes