Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Blood in the Wind!

Engoliu a dor com o sereno da noite,
Outras risadas, boas conversas, caminho,
Ouvindo ao fundo, bom descanso,
Outro par de seios passou balançando,
Um par de coxas brancas no telefone público,
Na certa chamou o namoradinho com cara de gay,

Nossa quanta amargura hoje, sabichão...

Qual nada, apenas vontades animais...

Credo, eriçado feito porco-espinho...

Mais para espírito de porco mesmo...
Ando na Lua com o festival de mentiras,
Um festival de frescuras & muito cu doce,
Todo mundo achando que falando bem no olho,
Encobertam-se todas as suas meias-verdades,
Ficam tirando onda sem areia & água,
Milhões de desculpas esfarrapadas & engodos,
Ve-se o fogo que consome as entranhas...

Não é aquilo que se quer,
É aquilo que se recebe,
Um é mal pago, instinto,
A outra é devorada no recinto!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 25/10/2006
Reeditado em 26/10/2006
Código do texto: T272926
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120250 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 10:29)
Peixão