Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O ESCRUTÍNIO E O ELEITOR!

O ESCRUTÍNIO
                   
Bailar de olhos,
Esticar de cinturas,
Lábios sedentos,
Alternância dos pés,
Amassando os pisos.

Vozes roucas,
Arfantes!
Cochichar...
Hesitante!
Rasgar de lacres.

Nudez das urnas...
Em délivrance!
Parto difícil
Rebentos à vista...
Pra escrutínio!

O saque é lento,
Voto a voto!
Arautos
Pelos quatro cantos
Dão à nova...
APURAÇÃO!

Lábios trêmulos,
Imutáveis faces,
Ranger de dentes,
Mordiscar de palitos
Dos carentes
Da esterilidade
Dos votos revelados!

Descortinar dos lábios
Acariciando os dentes,
Sorrisos espontâneos
Premiando as faces
Dos felizes
Na fecundidade...
Dos votos recebidos!

Ao vencedor:
Muitas palmas!
Lucros amealhados
No acirrar da disputa...

Título a título,
Voto a voto,
Pêlos caminhos
Conduziu...
Galhardamente!
Correligionários
À democrática
Auto estrada das...
URNAS!

AO PERDEDOR...

Resta a seriedade
De aplaudir o rival...
Sinceramente!
O poder lhe fugiu:
Título a título,
Voto a voto,
Pelas margens
Dos caminhos...
Vicinais!

O ELEITOR:

Colméia de gente,
Nas calçadas,
Desfigurando-se
Lentamente...
Em filas!

Vozerio infindável,
Murmurar inaudível
No mudar dos passos.
Não há censuras,
Nem reprimendas
No caminhar
Pára ás... Urnas!

Farta distribuição
De folhetos,
Bolsos devassados,
Pelos retratos!
A fileira vai,
Passo a passo,
Em direção
Do umbral...
Da escolha!

Todo valor,
Todo mérito...
É dado!
Insistentemente.

O caminhante
Eleitor,
Testa da fila,
Chega à mesa
E à urna...
Sorrisos!
Gentilezas!
Tudo facilitado
Em minutos...
Feliz!
Deposita na urna a sua esperança...

Rápido!
Saia!
Há outros!
Não fique
Na sala!                                                                                                                 Aturdido, o eleitor
Ganha de novo
A calçada.
Por momentos,
Sentiu-se
Alguém!

Lentamente,
Acabrunhado!
Vai pra casa,
Sabendo que,
Na urna,
Deixara o seu...
VALOR!

S/A/Baracho.
conanbaracho@uol.com.br

Nota: É dessa forma que o “Mau Candidato” vê o seu eleitor, porém, só depois da eleição por ele ganha.
 
                    *
Sebastião Antônio Baracho Baracho
Enviado por Sebastião Antônio Baracho Baracho em 27/10/2006
Código do texto: T275074
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sebastião Antônio Baracho Baracho
Coronel Fabriciano - Minas Gerais - Brasil, 79 anos
421 textos (19434 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:13)
Sebastião Antônio Baracho Baracho