Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Socorro...

Posso olhar para uma imagem de uma dor extrema e dizer que não sinto dor
Posso olhar para um dia ensolarado e dizer que  a  minha vida é boa,
Com pequenos percalços e conturbações amenas.
Posso até dizer que não minto e concluir que não sinto o que sinto.
Ai... ai... Percebo agora que a minha dor é mais extrema...
Eu sofro.. e dói muito o meu peito...
Caminho com chagas abertas e, pior ainda, tenho piedade por mim mesmo.
Não sei se o sol de um belo dia pode secar a ferida
Nem sei se a vista da chaga mais cruel vai contentar ou curar o meu peito.
O que eu necessitaria penso que se perdeu no tempo:
Uma mãe cadela lambendo seu filhote purulento...
A quem recorro se meu coração doer e não suportar ? e já não suporta.
A quem recorro se decidir que estou bem e com sorriso amarelo
Cumprimentar o passar do tempo? Óh...Merda...
Azar o meu...  vou dizer baixinho o que não gosto, o que poucos querem ouvir:
Socorro... ajudem-me...
Beau
Enviado por Beau em 27/10/2006
Código do texto: T275258
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Beau
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 54 anos
15 textos (492 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:31)
Beau