Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A um corno

Memórias andrajam esse ser crente
E nada mais resta de sua vida doente
Uma esposa fiel a crer em desonra
Um homem nu a tremer que corra

Olha lá um homem pelado, sem saber
Que todos o olham a de rir querer morrer
E que homem mais bravo, misericórdia
Há de espernear por tamanha mixórdia!

O crédulo flébil a chorar como uma moça
E a lamentar como um porco enfiado na fossa
E sua vida nova há de aqui, assim, conhecer
Pois dois chifres, corno, hás de agora ter!
Fabio Melo
Enviado por Fabio Melo em 29/10/2006
Código do texto: T277061

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fabio Melo
Santo André - São Paulo - Brasil, 32 anos
799 textos (255224 leituras)
6 áudios (1607 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:24)
Fabio Melo