Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fome de mim

Com passinhos de bebê, começo esta jornada,
não conheço a estrada, apenas sei, que quero caminhar.

Estar sobre as próprias pernas, é um desafio,
sentir a mão se soltar, ouvir te dizerem:
- Vá, você pode caminhar!

O comprometimento é pessoal, acreditar em mim
ouvir e refletir, mudar, praticar mais vezes o exercício
de comparar palavras e atitudes, ficar atenta aos acontecimentos,
nada de pirar, apenas perceber de fato
sou atuante ou brochante?
ignorante ou petulante?
ou mesmo insignificante
como me sentia
até poucos instantes.

Sou temperamental, mas sei ser legal
pergunte aos poucos amigos, eles irão responder
ela é natural, genial, menina muleka, sapeka
sorrir lhe é peculiar
claro que a modéstia me impede de continuar.

Puxa até que enfim, por onde andavas mulher?
esta sim, tem fome de aprender,
debater, escrever
conhecer e viver, muito por fazer.

Observar, cheirar, tocar, compartilhar
por que calar?
por que não acreditar?
Vá a luta companheira, saia deste lugar
Ouça seu instinto
Mulheres correm com os lobos
Ame-se... Curta-se
Deguste-se
Não se dê 100%
Guarde um pouco para si
Leia isso de vez em quando
não acredite muito no que escutas
pare e releia seu interlocutor
não se cobre tanto
libere sua gargalhada
aquela que faz brilhar seus olhos
e sorrir os que te amam.
Drika
Enviado por Drika em 25/06/2005
Reeditado em 10/07/2005
Código do texto: T27736
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Drika
Manaus - Amazonas - Brasil
47 textos (4945 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:59)
Drika