Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A mulher má

a noite cai e eu quero jogatina
matar minha sede de vitória roubando no jogo
fumando cigarro e triunfando sozinha
vem brincar, vem.
ou melhor, nem vem.
nem vem.

ah, te animou, é?
ai, larga!
por que me engalfa assim, hômi de deus?
larga meu sapato
ô, maldito carrapato
tá precisando é de um trato
tem certeza que quer no ato?
bem, já que suplica...
só aviso:
tu vai ser pato
ha, e eu não vou deixar barato


senta aê, cala-te e concentra essa cabeça
é assim, te liga:
tu joga com as pretas
e eu jogo com as vermelhas e...
meu bem, antes que eu esqueça:
se tu piscar o olho, não tem eira,
eu puxo a camanga bem de beira
ascendo um cigarro e finjo um sono
ha-ha, olha que bobo!


e quando tu menos esperar é xeque,
é crédito
meu
e débito
teu
mais alguma coisa que não entendeu?



ah, pára, nem vem que nem doeu.
só por que tu perdeu?
beibe, jogo pra mim é Batalha de São Bartolomeu.



deu?
mariana nisemblat
Enviado por mariana nisemblat em 31/10/2006
Código do texto: T277973
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
mariana nisemblat
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
3 textos (221 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 11:02)
mariana nisemblat