Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Toquei aquela música, que você pediu
Mandei o mundo vadiar
Soprei ao vento, toda ansiedade
Das vezes que tentei me apaixonar

Toquei então velhas canções
Daquelas, que os antigos menestréis
Compunham às amadas, sem identidade
Tal qual botões na puberdade

Vi você então desabrochar
E, naquela linda madrugada
Só me restou luar
Bem perto, da boca ao teu olhar

E supliquei teu coração
Ouvindo estranha melodia, sem razão
Só percebi saudade
E sem serenidade

Chorei Loucura

E o
fato
Que faz levar o amor

Deixando insanidade


O Guardião
Enviado por O Guardião em 31/10/2006
Reeditado em 26/02/2008
Código do texto: T278160
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
O Guardião
São Paulo - São Paulo - Brasil, 51 anos
364 textos (34436 leituras)
13 áudios (2409 audições)
2 e-livros (1988 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 13:42)
O Guardião

Site do Escritor