Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OVELHA NEGRA

     Tu és a ovelha negra do pasto
     Assim te denominam os opressores
     Tens a amplitude, mas és casto
     Vives a provar da vida, os horrores.

       És alma a vagar pelas ruas
       És o lixo para a sociedade
       O nosso país tem a cara tua
       E vive a fingir felicidade.

     Não tens culpa por assim viveres
     Mas o mundo te consome
     Sem procurar ouvir-te os dizeres.

      Tens como companheira a solidão
      As drogas te alimentam a fome...
      Falta-te o carinho, a compreensão.

   Escrito em 28/10/95 e está no livro "Segredos da Solidão", publicado em julho de 2000 pela HD Livros.

   
GENERINO GABRIEL
Enviado por GENERINO GABRIEL em 31/10/2006
Reeditado em 18/02/2013
Código do texto: T278525
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
GENERINO GABRIEL
Juazeiro - Bahia - Brasil, 47 anos
39 textos (2758 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:35)
GENERINO GABRIEL