Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Medo

Sentimento de grande inquietação.
Combustível para a fuga.
Emoção envolta em enorme abandalhação.
Da lentidão da tartaruga.
Carregando a panacéia da salvação.
À covardia do trânsfuga.
Traindo seu pelotão.

Tens medo de quê?
Feijão sem farofa?
Um inimigo e sua galhofa?
Mulher sem beijo?
Um moribundo e seu arquejo?
Uma martelada no dedo?
Um esforço alpedo?

O medo do nada?
Que faz a mente ficar antenada.
O medo de tudo?
Que faz o coração temer até quem veste veludo.
O medo do medo?
Que faz a pessoa nem se olhar no espelho.

O medo da terra?
Que esconde seres do após-guerra.
O medo do rio?
Onde só mergulha quem quer banhar seu desbrio.
O medo da escuridão?
Que cega àqueles que têm visão.
E os iguala aos cegos; a mesma situação.
Agora sim, todos desprovidos de visão.

Mais uma vez te pergunto:
Tens medo de quê?
Da queda do avião?
Da morte e da aparição?
De alguma manifestação?
Ou do bandido e sua absolvição?
Luciano Barreto
Enviado por Luciano Barreto em 02/11/2006
Reeditado em 07/04/2007
Código do texto: T280262

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Escrito por Luciano Barreto. Contato: quebraperna@yahoo.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luciano Barreto
Campos dos Goytacazes - Rio de Janeiro - Brasil, 36 anos
35 textos (5830 leituras)
3 áudios (651 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:07)
Luciano Barreto