Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUANDO A NOITE CAI

OS BECOS ESCUROS SE ENCHEM DE UM IMENSO VAZIO
E O LUAR CAI DE REPENTE, QUEBRANDO O SOL COM SUA LUTA
AS ESTRELAS PISCAM DEVAGAR E RISCAM O NEGRO DO CÉU
E DESESPERAM-SE NAS RUAS OS GATOS EM LATAS, EM CHÃO

AS LUZES ACESAS DAS CASAS, OUVEM-SE VOZES, VÊ-SE IMAGENS
O BRILHO MEIO AZUL DE UMA TV LIGADA CHAMA ATENÇÃO
AS ÁRVORES BALANÇAM COM UM VENTO SUAVE
E A POEIRA SE LEVANTA COM UM BAIXO TROVÃO

NÃO MUITO MAIS TARDE A CHUVA INICIA SEU CICLO
E AS JANELAS E PORTAS DAS CASAS SE TRANCAM
A NOITE MAIS TARDIA CAINDO AO RELENTO
E O SONO PESADO FECHANDO AS PALPEBRAS DEVAGAR

OS NINHOS QUENTINHOS, ACONCHEGOS E SUSURROS
QUEM SABE O QUE HÁ POR TRAZ DAS PORTAS
TALVES UM GAROTO DE QUINZE ANOS VENDO FILMES
OU UM CASAL NO SEU INTENSO AMOR

ENTÃO, QUEM SABE UMA GAROTA JOVEM, AO TELEFONE
E DO OUTRO LADO, DISTANTE, COM FOME,
UM NAMORADO A DISCUTIR O CIUME
A BRIGAR PELO QUE SE UNE,

POIS, COMO SERIA SE NÃO FOSSE O DIA
PARA TRABALHAR ATÉ A TARDE QUE TARDIA SE FINDA
E A NOITE, QUE CAI COM BRAÇOS ABERTOS
E ENLAÇA O SONO COM TERNURA,AMOR... DOÇURA.

O QUE SERIA,
QUANDO AO ANOITECER,
CAISSE ALÉM DE ESTRELAS, UM SOL IMENSO
SERIA O FIM DA NOITE, O INICIO DO DIA,

SIM ... MAS O QUE SERIA?
SE NÃO NOITE, SÓ DIA?
Daiane Rodrigues
Enviado por Daiane Rodrigues em 05/11/2006
Reeditado em 30/12/2006
Código do texto: T282522

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Créditos (criação): Daiane Rodrigues. - Não é permitido usar esta obra para qualquer fim sem a permição da autora.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Daiane Rodrigues
Américo Brasiliense - São Paulo - Brasil, 27 anos
392 textos (25456 leituras)
1 áudios (108 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:11)
Daiane Rodrigues