Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Esse Último dos Moicanos Caretas



Esse último dos Moicanos Caretas.

Que tão breve deixa-me em paz.

Persegue-me entre ruas ceguetas...

Nas escadas...

Em cadeiras de saleta.



Esse último dos Moicanos Caretas.

Com seus papiros,

Com seus tremeliques.

De nada flui na consciência.

Um ingerido de programas e palpites.



Esse último dos Moicanos Caretas.

Com falsas e aparecidas condolências.

Seus solados grudados na minha cabeça...

Nem por isso com seus brios a mim afeta.



Esse último dos Moicanos Caretas.

Embaçado...

Incortez.

Insistente em suprir necessidades casuais

E inocentes idéias, disfarçantes...

Banais.



Esse último dos Moicanos Caretas.

Um angustiado de teatro.

Amarrado ao tempo por seu passado...

Vã encenação,

Quase exposta no retrato.



Esse último dos Moicanos Caretas.

Encubado mal nodado nele...

Com seus trajetos e suas memórias afunda.

Como meus desejos que findam... por ele.
Alcebíades Segundo
Enviado por Alcebíades Segundo em 06/11/2006
Código do texto: T283928

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Com respeito aprópria obra e propósitos utilizados para o conhecimento literário e a evolução da vida.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alcebíades Segundo
Guanambi - Bahia - Brasil, 38 anos
163 textos (9516 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:43)
Alcebíades Segundo