Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Simplicidade

Meus versos são simples,
são singelos.
Meus versos são cantados
num tom plangente.
Não sei se você os sente,
mas os escrevo para você
que não os vê
que, talvez, não os lê.


Canto minha alma ardente
ao som do vento,
a quem encarrego de levar
meu sentimento.
O velho e amigo vento
que campeia mundo afora,
que percebe meu viver,
onde,quando e agora.


Vai, amigo vento,
leva meu recado
por onde for,
leva ao meu amigo
e ao meu amor,
o som da minha voz,
o tom do meu calor
e espalha, mundo afora,
minha homenagem de fervor.
Nadir de Andrade
Enviado por Nadir de Andrade em 06/11/2006
Código do texto: T284188
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nadir de Andrade
Barreiras - Bahia - Brasil
134 textos (6222 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 08:46)
Nadir de Andrade