Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O esplendor do crepúsculo

Quando chega o crepúsculo,
e as primeiras estrelas brilham no céu,
Há o empalidecimento do sol, volvendo seu fulgor à lua,
que instintivamente mexe com os seres noturnos,
de hábitos incontinentes e marginais.

Tem homem que vira mulher!
damas do prazer, se tornam inefáveis companhias,
amantes do copo, sorvem o néctar dos deuses,
o cio dos felinos, a novela imperdível.
tem românticas serestas.

As piscosas pescarias,
o coachar do girinos,
o alimentar dos morcegos,
o uivar dos lobos,
as serenatas ao luar.

O plantão das enfermeiras,
o turno e returno dos vigias,
a ação dos homicidas,
a "diversão" dos larápios,
o sereno que cai na madrugada.

O funcionamento dos faróis,
a exibição dos "streps",
a suavidade da temperatura,
o orgasmo emudecido,
o ascender da lamparina.

O dia que não chega,
a insônia desconfortante,
o terror da zero hora,
o corujão a circular,
Também o medo de não ver outra noite chegar.











Esau Saint Marie
Enviado por Esau Saint Marie em 08/11/2006
Reeditado em 19/08/2009
Código do texto: T285816

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Esau Saint Marie
Imperatriz - Maranhão - Brasil, 49 anos
55 textos (2310 leituras)
15 áudios (593 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 08:52)
Esau Saint Marie