Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Causal


Todo dia é resto de outro dia
Que foi dia quando penso no que houve
Restou pó de alegria
Torrões no canto do coração
Fardos de alguma agonia

Agora é apenas e tão somente o que resta
Costurado a cada instante como se o tempo dedos tivesse
E me vestisse com suas ilusões
Tão em moda... tão em moda

Não me dói esvaziar-me de lembranças
somente estar à deriva na vastidão
da vida limitada a conduzir-me ao nada
Um nada tão valoroso quanto o é imitada felicidade

O sono me anestesia dos sonhos em plena luz do dia
Faz-me saber da grandeza que há na poeira agarrada
à sola de minha consciência em viagem clandestina
Um medo entusiasta sussurra-me em frente ao espelho:
Acorda! És legista e o teu mundo morreu
leandro Soriano
Enviado por leandro Soriano em 09/11/2006
Reeditado em 10/11/2006
Código do texto: T287022
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
leandro Soriano
Santos - São Paulo - Brasil, 59 anos
199 textos (8378 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:24)
leandro Soriano