Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MÃE ADOLESCENTE

Mamãezinha tu se lembras
De quando eu fui concebido
Sua vida era um mar de rosas
Seu jardim era florido
Eu não tava nos seus planos
Tu só tinhas doze anos
Nem se quer tinha marido

Você era bem disposta
Era bonita e sapeca
Tinha uma pele rosada
Linda como deusa asteca
Mais na sua ignorância
Jogou fora sua infância
Seus sonhos e sua boneca

Mãezinha você pensava
Que era dona da verdade
Não escutava seus pais
Com sua ternura e bondade
Não gostava de estuda
Gostava de namorar
Mesmo com tão pouca idade

Os seus pais lhe reclamavam
Seus professores também
Só escutava os colegas
Não ouvia mais ninguém
Não namorava ficava
Isso sim você gostava
Ai eu fiquei também

Eu fiquei naquele dia
Que tu não foste à escola
Ficou zanzando na praça
Quase sempre dando bola
E foi ficar no escuro
Foi ali detrás do muro
Que conheci à senhora

Quando foi um mês depois
Foi o maior aperreio
Seu mundo que era bonito
Você já achava feio
Falou com papai na hora
Ele falou caia fora
Mas eu já estava no meio

E o seu sorriso lindo
Aos poucos já foi murchando
Pra você o mundo parou
Aos poucos foi definhando
E até os seus amigos
Tu vias neles inimigos
De todos foi se afastando

Envergonhava-se de tudo
Em todos havia um defeito
Quando olhavam tua barriga
Tu já ficavas sem jeito
Não saia mais de casa
Seu pensamento tinha asa
Não dormia mais direito

Um dia chegou uma amiga
Resolveu te aconselhar
Você deixe de besteira
Isso se resolve já
E pra aliviar seu tédio
Você tomou o remédio
Que era pra eu matar

Eu quase que papocava
Mas resisti com firmeza
Não morri to aleijado
E você teve a certeza
Que não sou o seu castigo
E que ficando comigo
Serás ma fortaleza

Por isso minha Mãezinha
É pura minha gratidão
Mesmo que não tenha os pés
Não tenha os dedos na mão
Não tenha orelha ou nariz
É como o povo diz
O importante é o coração

E neste dia sublime
Eu pergunto por que chora
Poderia ser pior
Eu estaria morto agora
Nesta hora de emoção
Eu falo de coração
Que amo muito a senhora
Zé da Legnas
Enviado por Zé da Legnas em 11/11/2006
Código do texto: T288193

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Zé da Legnas). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zé da Legnas
Pentecoste - Ceará - Brasil, 54 anos
93 textos (17390 leituras)
12 áudios (758 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 13:50)
Zé da Legnas