Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A BARBUDA E O COZINHEIRO

Ele era um sandinista na Nicarágua
Ela era uma cantora
Se encontraram num barzinho à meia-água
E enamoraram-se na sombra

Ele dormia no mato
Treinamento de quartel
Usava barba comprida
E camiseta do Fidel

Ela escutava Gal Costa
E fazia artesanatos
Tinha no meio das costas
Tatuagem de dois gatos

Ele tinha uma escopeta e uma AK
Ela tinha uma viola
Alugaram um JK
Do lado da Coca-Cola

Mas dentro do apartamento
Um feminismo sem igual
Ele cabo, ela sargento
Ela farda, ele avental

E assim, por esses ares,
Era o que acontecia
Ela lutava nos bares
Ele cantava na pia

Um dia se estranharam
Para azar do pobre moço
Tomou um soco na boca
E uma chave de pescoço

E ele então descobriu
Organizando o armário
Que era muito melhor
Viver revolucionário

Lustrou sua espingarda
E sua bota com zelo
Fugiu pra selva de farda
Até hoje tem pesadelo

Ela diz que não entende
Não viu ele nunca mais
Espera novos amores
Entre as notas musicais.
Duda Keiber
Enviado por Duda Keiber em 11/11/2006
Reeditado em 11/11/2006
Código do texto: T288420
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Duda Keiber
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 37 anos
77 textos (6430 leituras)
1 áudios (82 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 14:54)
Duda Keiber