Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Na Grécia antiga.





Ela caminhava
Sob o céu Espartano
Seus passos formavam
Raios no chão
Até a lua aparecia
Para espiar.

A natureza enfurecia
Ela abria os braços
Com se fosse
A dona do mundo.

As ondas da praia na areia
Cantavam aos seus pés
Num cataclismo de poder
Encantava qualquer ser
De longe e com receio
O poeta detalhava
Essa imensurável ação.

De momento suas roupas caiam
Deslizavam em seu corpo escultural
Ela ficava completamente nua
E tudo então recuava.

Ela era uma deusa na noite
Onde o seu instinto de mulher
Fazia em sua fantasia
Uma prostituta louca
Com o teu amor
De furacão imortal
Matador.
Condor Azul
Enviado por Condor Azul em 11/11/2006
Código do texto: T288592
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Condor Azul
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 54 anos
721 textos (26287 leituras)
1 áudios (175 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:38)
Condor Azul