Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A esperança é o limite.





Nulo passo
Gato escaldado
Voltar ao passado
Quebrar a cronologia
Contrário a via preferencial
Ser esquerdo sem direitos
Mar de fogo
Ilusão de ilusão
Não fala nada
Parado
Um poste qualquer
Numa elegante calçada
O brilho cego
Sem compromisso
Daltônico
Perdido em si
Alagado na areia
Dores viscerais
Alma enfraquecida
Lamentos
Humano sem tesouro
Mas de olho na fresta
Força no pouco que resta
E se ainda vive
Ela, e só ela, é a culpada
Por isso
Ainda estou aqui
...Esperança.
Condor Azul
Enviado por Condor Azul em 12/11/2006
Código do texto: T289649
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Condor Azul
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 54 anos
722 textos (26302 leituras)
1 áudios (175 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 08:46)
Condor Azul