Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Santelmos

quem rejuvenesce
é a morte
depois da velhice
da vida

      -x-x-x-x-

o quê será feito
do meu trombone
quando eu parar
de tocar?

      -x-x-x-x-

respirar
é a prova inconteste
de que não passei
pelo teste

      -x-x-x-x-

madrugada sutil
ventania voraz
comichão infantil
pois perdi todo o gás

      -x-x-x-x-
 
ocê
vancê
você
corruptela do mim?

      -x-x-x-x-

atirei o pau no gato
a garota não gostou
retirou do meu sapato
tudo o que não encontrou

      -x-x-x-x-

mais fácil ainda
é dizer o que não sei
mas sempre haverá
a montanha
que fará com que
eu me cale


RJ, 18/05/2006
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 13/11/2006
Reeditado em 13/11/2006
Código do texto: T289766

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6596 textos (144499 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:35)