Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DOZE MENINOS

AQUELA CADEIRA ESTÁ ALI,
SEMPRE ESTEVE ALI.
A CADEIRA DE MINHA AVÓ,
FICAVA ELA, ALI, ENTRE AS ESTRÊLAS,
EMOLDURANDO A PAISAGEM DA JANELA,
COSTURANDO CROCHÊ.
UM DIA, DESCEU UM PUNHADO DE ESTRÊLAS,
E LEVOU-A PARA O CÉU.
HOJE RECORDO-ME,
MINHA VÓ NÃO SABIA LER, NEM ESCREVER,
MAS, OS SEUS DOZE MENINOS,
ELA OS FEZ APRENDER.
NÃO TINHA EXCESSO DE CAMA,
DORMIR DEMAIS, NUNCA FOI SEU FEITIO,
SÓ DESSA FORMA,
A QUATRO, ELA DEU DIPLOMA.
PEDIU AO NOSSO SENHOR,
QUE UM, FOSSE DOUTOR.
ELA, ÀS VEZES, DIZIA SABEDORIAS,
PASSADAS DE MÃE PARA FILHO...
APRENDI COM A MINHA MÃE:
"UMA MÃE É PRA CEM FILHOS,
MAS CEM FILHOS, NÃO SÃO PRA UMA MÃE."
MAS, NO CÉU, À NOITE E AO DIA,
CEM ESTRÊLAS FAZEM-LHE COMPANHIA.




11/11/06      TEREZA NEUMANN
Tereza Neumann
Enviado por Tereza Neumann em 13/11/2006
Reeditado em 15/01/2007
Código do texto: T290118

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Tereza Neumann). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tereza Neumann
Salvador - Bahia - Brasil, 62 anos
330 textos (15752 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 18:55)
Tereza Neumann