Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vadia

Não esperava
Nem esperava que acontecesse
Tudo foi à noite
Nem esperou que amanhecesse.

Como que um choque
Veio a me falar
De súbita mudança
Resolveu me deixar.

Motivos, não apresentou
Mas também, pra que saber
Minha voz se calou
Daí, um teatro veio a fazer.

Telespectador não sou
Continuidade não dê
Motivos sim eu lhe dou
Pois tem de saber o porque.

O porque de aceitar
Tão humilhante declaração
Tipo igual a ti não há
Pois, me deixas na mão.

O que pensas que eu sou?
Igual a ti jamais serei,
Um tapa lhe daria
Para mostrar que a repudiei

De cabeça erguida sigo eu
Feliz, calmo e cantando
Triste será você
Com sua reputação te afogando.

Deixe estar
Vá embora
Se acabe de ciúmes
Com novo amor estou agora.

Leandro Meira
Lerzin
Enviado por Lerzin em 13/11/2006
Código do texto: T290275
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lerzin
Brumado - Bahia - Brasil
10 textos (608 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:13)
Lerzin