Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tem dias que é assim

( Débora Acácio 13/11/2006)
 

Tem dias que é assim
alguns estamos a chorar e
outros a rir.
Tem dias que dá uma vontade louca de sumir
e tem outros que queremos tanto viver até sucumbir
 
Tem dias que é assim
Dá uma vontade de fugir
mas tem outros que queremos lutar
até a ultima gota de suor sumir.
 
Tem dias que é assim
quando agente menos espera as pessoas
nos decepcionam, nos fazem sofrer, chorar e ficamos a nos perguntar...
Mas tem outros e as vezes os mesmos dias que
aprendemos que somos fracos, frágeis, que erramos
e também aprendemos e como aprendemos com o outro.
O outro ser, tão humano quanto nós, ainda que
seus atos sejam sujos e desumanos.
E nesses mesmos dias aprendemos
que existe uma força dentro de nós
que nasce em cada lágrima, que
ressurgi das cinzas
como uma fênix alada
E aprendemos que cada um é o que é...
Que cada um é como é.
Está onde tem que estar..
E que só com seus pés poderá caminhar.
Só com suas mãos, inteligência e sabedoria
poderá alçar vôo e voar...
 
Tem dias que é assim
para uns,  dias de luta sem fim...
a fome, a sede,
a gestação, a pouca idade,
a pouca informação, a insanidade,
a doença, o estupro
a miséria, a maldade.
O nascimento e a morte....
Rugas em tenra idade,
sinais de humildade.
Para outros, a fartura,
o excesso, a luxuria,
o orgulho, a vaidade
a desonestidade.
A carência de sentimento
A falta de caridade.
 
Tem dias que é assim
Dá uma vontade de escrever,
de falar da dor,
do amor... faltam palavras.
Surgem idéias de uma realidade,
de um pais, das crianças em todas
as idades... aquelas do orfanato
e aquelas do asilo.
E sem perceber o dia está indo...
que é menos um dia vivido...
que ontem agora é saudade,
tristeza , alegria ou não.
Sentimentos que nascem da recordação.
Sem perceber que esse mesmo dia
de sentimentos tão contrários
que nascem, brotam, dormem latentes
em cada mente, em cada coração.
São pedaços de cada ser.
São pedaços de cada família, de cada lar..
de cada nação.
 
Tem dias que é assim
Dá vontade de chorar de rir
e outros estamos rindo para não chorar.
Cantando para o mal espantar
mas bom ou ruim é vida.
E nos apresenta assim
E amanhã com aquelas velhas
rugas a nos acompanhar iremos
sorrindo perceber que
muitas vezes, em muitos dias
choramos ou ficamos tristes por pedaços tão
pequenos diante desta estrada,
desta caminhada aqui chamada
de vida.

Vida sem garra, sem luta, sem lágrima, sem dor, sem amor, sem perdão, sem compaixão, sem história, sem boa ou má recordação ...não é vida...é lamentação
Débora Acácio
Enviado por Débora Acácio em 14/11/2006
Código do texto: T291324
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Acácio
Salvador - Bahia - Brasil, 44 anos
557 textos (18497 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 18:59)
Débora Acácio