Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Enlouqueço

Enlouqueço,
Quando sinto teu desejo incontrolado,
Nas doces madrugadas de amor,
Em que nossos gemidos ecoam
Lancinantes, com vigor.

Enlouqueço,
Quando percorres meu corpo insaciável,
A procura incessante em  escalada,
Revigorando-me ansiosa e cativa,
Na escuridão plena e desconhecida.

Enlouqueço,
Quando sinto em teus lábios o sabor,
Do néctar dos deuses imaginado,
E já nada quero senão aquele momento,
Meu corpo convulso e deliciado.

Enlouqueço,
Quando minhas mãos te procuram ansiosas,
Quentes, escaldantes a transmitir calor,
E tua respiração se faz ofegante,
Dominado pelo instante de trepidante amor.

Enlouqueço,
Quando nossos corpos entrelaçados,
Esperam em agonia aquela fusão,
E vertiginosamente conseguimos o prazer,
Sempre diverso em sua intensa proporção.

Enlouqueço,
Enlouqueço da sensação a mais vibrante,
Nossos corpos canalizados num só
A gritarmos a vida que explode em gozo,
E só querendo ali permanecer para sempre sós.
Vânia Moreira Diniz
Enviado por Vânia Moreira Diniz em 15/11/2006
Reeditado em 15/11/2006
Código do texto: T291771

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Vânia Moreira Diniz
Brasília - Distrito Federal - Brasil
24 textos (7237 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:17)
Vânia Moreira Diniz

Site do Escritor