Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ÁGUA... = TÂNIA AILENE

ÁGUA...
TÂNIA AILENE


Que tudo limpa e transforma,
um coração doente à sangrar,
quase um grito de liberdade,
que de rios,  lagos,cachoeiras,
vem nos banhar.
Mata sede e desespero ausente,
de um chamado descrente.
Só quem nunca pensou as vezes,
que a desmedida ambição
fosse um dia acabar.
Lágrimas da natureza,
corrente de lamentações,
de um passado presente,
sem flores e cheiros a nos banhar.
Lava-se corpos e mentes,
transbordando sobre gentes,
sem respeito ao bem vivente.
Chamada de deusa incolor,
na destruição do homem,
não pensar no bem maior,
continua a esgotar.
Não vejo a curto prazo,
consciência e determinação,
Que dela cuide,
assim nos fazendo sonhar.
Com futuro digno e cristalino,
dos nossos rios e açudes,
tratados com amor:
Venha a nos salvar...

RIEGUE
TÂNIA AILENE

 Que todo limpio y transforma,
un corazón enfermo a la sangría,
casi un grito de la libertad,
el de los ríos,  lagos,cascadas,
viene en bañarlos.
Jefaturas de Bush y desesperación ausente,
de una llamada unbelieving.
Quién pensó nunca solamente los tiempos,
que la ambición del desmedida
 era un día a acabar.
Rasgones de la naturaleza,
cadena de lamentations,
de un presente más allá de,
sin las flores y los cheiros en bañarlos.
Uno lava cuerpos y mentes,
desbordando en los gentes,
sin respecto al pozo el vivir.
Llamada de la diosa descolorida,
en la destrucción del hombre,
para no pensar más grande el bien,
continúa agotando.
No veo a corto plazo,
conciencia y determinación,
El de él él toma cuidado de,
así en la fabricación a soñar.
Con futuro digno y cristalino,
de nuestros ríos y presas,
tratado con amor:
Viene en el ahorro ellos…

*****


autoria: Tânia Ailene
Rio de Janeiro (RJ) 24/11/2005
midi:Mestre sala dos mares~Ellis Regina
formatação: kaito
novembro/2006
 
Tânia Ailene Nua Poesia
Enviado por Tânia Ailene Nua Poesia em 16/11/2006
Código do texto: T292615
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tânia Ailene Nua Poesia
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
886 textos (30279 leituras)
28 áudios (1362 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 13:15)
Tânia Ailene Nua Poesia