Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu deus eu não agüento mais!

E tanta revolta tanta acrobacia
Eu já não sei se eu penso mais!
Maldita fermentada, cheira burocracia,
E todo mundo quer cheirar.

Ta todo em paz. A paz é como um lírio
Que só faz agente delirar.
Eu quero é a  guerra
Quero a desforra
Deixa todo mundo em paz.

A merda se entende em séculos de vida
E agente não agüenta mais.
Me passa o telefone , me dê a sua ficha
Meu deus eu não agüento mais!

  Quero um carro novo, um cargo no governo,
Eu quero uma filha virgem, mas é tanta derroca,
Na minha frente uma dondoca dizendo pobre
Não existe.
Vou dar um soco nela abalar as estruturas.
Pelo amor de deus não me censura.
Vou dar um soco nela abalar as estruturas
por favor! meu deus, isso é loucura.

Hugo Neto.



 
Hugo Neto
Enviado por Hugo Neto em 17/11/2006
Código do texto: T293544
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Hugo Neto
Coronel Fabriciano - Minas Gerais - Brasil, 32 anos
37 textos (891 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 08:59)