Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O CANTO DA SEREIA

E eu te direi, sem volta, conscientemente:
- que, a maré alta, leva as estrelas pro mar;
Tu responderás, com paciência, sorridente:
- são as estrelas, que conhecem o seu lugar.

Quando então desço do meu cavalo-marinho,
E ponho o peso do corpo, em minha cama lunar,
Com meus botões, fico pensando, baixinho,
É o mar das estrelas, ou as estrelas do mar?

Tu, quando deitas, em tua rede de teias,
Não tarda o tempo e estás a avaliar,
Alheia ao canto das outras sereias,
Se é no céu ou na água, que vês estrelas brilhar?

Prossegue a dúvida, prossegue o encanto,
Pois tendo a lenda, quem vai duvidar,
Ou será louco, ou morrerá de espanto,

Quando ouvir no canto a sereia afirmar,
Que foi fisgada, de amor, por um santo,
E foi com ele a cavalo, à lua passear.
Gustavo Schramm
Enviado por Gustavo Schramm em 17/11/2006
Reeditado em 06/02/2007
Código do texto: T293927

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gustavo Schramm
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 36 anos
88 textos (4350 leituras)
7 áudios (676 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 07:55)
Gustavo Schramm