Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poemas sem nome

Os poemas da vida são mistérios
Os poemas da morte, factuais.
Os poemas do amor não têm critério
Os poemas de sonhos, pessoais.

Poesias ajudam os que não dizem
Os anseios em poemas lhes convêm
Porque a vida os poemas suavizam
Porque mistérios e sonhos vão e vêm
O porquê dos critérios pessoais
São mistérios que vida reservou
Sejam de sonhos, de fatos ou de amor
As pessoas e os seus sonhos são iguais
Nossa, à parte, amiga introspecção.
Nesse mar de histórias em ação
Vê-se, está batendo o coração
Por estar vivendo inteiro...

Poemas ajudam
Poemas nos calam
Poemas nos falam
Poemas estudam a ter um não ter

Sem dias de peso
Nos dias de molho
Em vias de ter um ataque de nervos

Poemas são vias para falar do pensar
Confirma e alimenta
Que sempre haverá o que poetizar
Edbar
Enviado por Edbar em 17/11/2006
Código do texto: T294278
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Edbar www.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edbar
Recife - Pernambuco - Brasil, 65 anos
2870 textos (82769 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:24)
Edbar