Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NÃO PERCEBO

À minha peculiar forma de estar e que leva tanta gente a não compreender certas atitudes minhas…
                    NÃO PERCEBO

Ou há algo em mim
Que não me deixa perceber
Aquilo que faço
Ou que deixo de fazer

Não percebo

Um Deus
Que tentei ouvir
Sentir
Até à exaustão
Não lhe pedi nada a não ser alegria
E ele deu-me tristezas
E uma enorme desilusão
Sendo por isso que o abandonei
E que deixo a minha sorte
Às estrelas sem nome
À imensidão

Não percebo

O jogo das palavras cruzadas
E de xadrez
Que faço com quem estimo
Jogando eu
Nas alturas erradas
Com as regras trocadas
E quando não é
A minha vez

Não percebo

Preciso por vezes
De silêncio
Mas há sempre
Mais uma música para ouvir
Ou novidades
E palavras a escutar
Sendo
A ausência de tudo
Água num oásis
Que na ânsia de a beber
A estou
Antes de lá chegar
A secar

Não percebo

Que até entendo o português sensorial
E escrito
Mas na minha dislexia existencial
Tudo baralho
E de repente
Dou comigo cercado
Num
Terrível labirinto

Não percebo

Esse caminho sensorial
Que leva a um beijo
Ou pelo menos
A um abraço
Ou sequer um carinho
Algo de fundamental
A tentar
Fazer
Furar o cerco
Do meu Palácio de Gelo
Que eu próprio criei
Chamei o adversário
E em posição de fraqueza
Ditei as minhas Leis
Que valem
O poder de uma ilusão
O cerco mantém-se
Sendo o irónico
Eu ter as chaves
Da porta
Da minha reclusão
Anseio por lutar
Mas estou cansado
E devia
No meu leito de estrelas
Descansar
Preciso desesperadamente de respirar
E tenho
Aqui tão perto o ar
Mas
Sei e não sei como lá chegar
Anseio por estimar
Mas na sobrecarga de afectos
Acabo
Quase sempre
Essas pessoas por afastar

Não percebo...
Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 20/11/2006
Reeditado em 20/11/2006
Código do texto: T296634

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5077 textos (170314 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 13:45)
Miguel Patrício Gomes