Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMOR E GENÉTICA

AMOR E GENÉTICA.


O incestuoso amor
Hoje muito em voga
É sabidamente cometido
Produzindo um horror
Mais que a droga
Entre primos e primas
Quase irmãos, sim, senhor!
Costume de gosto tribal
Uma forma de eternizar
Uma raça decadente
Entre Vieiras e Vieiras
Sabe Deus o quê vai dar!
O entre eles cometido
Um recém nascido chegar:
Destrambelhado, desabrido
Que depois os abominam
Como coisa inservível
Um ser desnaturado
Pela deficiência genética
Pobres coitados dos excepcionais
Antes não houvesse
Amado vossos pais
Mal amados e mal informados
O sangue os atrai
Para o amor incesto
O clã que o proteja
Esse ser canhestro
A ignorância fala:
É a vontade de Deus
Os abençoa o padre
Uns são semi abobados
Outros de físico defeito
E, se bem observados
Têm os olhos saltados
Um sintoma elevado
Em ataques histéricos
Que dizem ser encosto
Pra tirar com simpatia
Da família esse desgosto
Do sêmen que irradia
Vidas de vivos mortos


Eráclito Alírio






Eráclito Alírio da silveira
Enviado por Eráclito Alírio da silveira em 22/11/2006
Código do texto: T298098
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eráclito Alírio da silveira
Imaruí - Santa Catarina - Brasil, 74 anos
889 textos (135288 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:23)
Eráclito Alírio da silveira