Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FUNDO DO POÇO

FUNDO DO POÇO
- Uma paráfrase bíblica -


Na mais profunda cova
A ira e a indignação
Vêm me visitar
De dia e de noite.
Não lhes dou atenção,
Pois um abismo
Chama outro abismo.
As minhas lágrimas
Têm sido o meu alimento.
Sinto meus ossos secarem.
Até quando, Senhor,
Estarás calado?
Até quem me era íntimo,
Em quem eu confiava,
Que comia pão comigo,
Levantou contra mim o calcanhar.
Mas eu sou verme,
E não homem.
Estou cansado de tanto gemer.
Sou como vaso quebrado.
Alivia-me das minhas angústias.
Senhor,
Na Tua presença
Estão os meus desejos todos
E a minha ansiedade não te é oculta.
Os meus olhos se elevam
Continuamente para o céu.
Estou preso e não vejo como sair.
As úmidas e frias paredes
Que me deste aos meus dias
Elas estão marcadas por José
Que esteve calado, em silêncio,
Porque Tu assim estiveste também.
Estou atolado em profundo lamaçal,
Que não dá pé.
Quem me dera ter asas
Como as pombas!
Então voaria,
E acharia pouso e refúgio
Sobre a Rocha.
Clamo ao Senhor
Para que Ele se incline para mim
E me ouça.
Eu creio que verei a bondade
Do Senhor na terra dos viventes.
Contemplarei as maravilhas
Das Suas mãos.
Pois Ele fará subir a minha alma
E me tirará desse poço.
Terei em meus lábios
Um cântico novo
E em meu coração
Um novo sentimento.



Curimã
20.11.26
Curimã
Enviado por Curimã em 22/11/2006
Código do texto: T298318
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Curimã
Palhoça - Santa Catarina - Brasil, 46 anos
195 textos (10119 leituras)
2 áudios (60 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 02:47)
Curimã