Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Conspiração macabra


Logo que despertas anula-se o anonimato
Deparas com a porta fechada em pânico
Ah como gritas sem cessar por ajuda
E com espanto percebes que ninguém escuta

Ofegante quase sem ar começas a se debater
O desespero enterra a razão num campo deserto
Há vários sorrisos cínicos que o aprisiona
E infinitos dedos sujos apontados para ti!

Por mais que corras a prisão permanece
E os temores criam idéias mirabolantes
Para onde quer que fores imagens a ti perseguiram

Lembranças em fragmentos de quebra-cabeça
Encontrarás a paz somente quando finalizar o jogo
E a última peça do enigma afinal é própria Morte!
 

Chronos Sigdhara
Enviado por Chronos Sigdhara em 23/11/2006
Código do texto: T299352
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Chronos Sigdhara
Gama - Distrito Federal - Brasil, 33 anos
91 textos (2205 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 09:57)
Chronos Sigdhara