Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cavaleiro Solitário

O vento frio bate em meu rosto e a chuva fina incomoda molhando incansavelmente
criando barreiras sendo estas obstáculos que me impedem de chegar em meu destino.

Caminho no compasso buscando as respostas vou ao encontro de minha existência
todas as situações que foram ocorridas agora não tem mais nenhuma importância.

Cada passo que prossigo nesta estrada aumenta à distância do meu passado
ter a certeza de sempre estar prosseguindo me ajuda a não cair nas armadilhas
que são os atalhos responsáveis por todos os conflitos que temos em nossa vida.

Neste caminho vejo pessoas fechadas com semblantes sofridos e contritos
cada um com a sua dor pertinente estão trancadas em um mundo invisível
vivendo isoladas na multidão não existe o horizonte perderam à esperança.

Quando nos indentificamos com estas pessoas solitárias podemos afirmar
que os sentimentos são universais mostrando que sofremos por tentativas mal feitas
o mais importante é que sempre teremos a alternativa de uma nova oportunidade
pior é quando não decidimos deixando para o acaso a decisão desta escolha.

Nesta estrada em que me encontro não tenho motivos para contar os meus passos
tenho a necessidade de viver cada passo para não mais cometer os erros do passado
sem pressa alguma em chegar no final deste caminho para encontrar meu destino
hoje sou somente um cavaleiro solitário que um dia encontrá à razão para ter existido.
Teotonio Oliveira
Enviado por Teotonio Oliveira em 24/11/2006
Código do texto: T299799
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Teotonio Oliveira
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil, 45 anos
43 textos (3196 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 10:56)
Teotonio Oliveira