Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A INSPIRAÇÃO E O POETA

Quando mergulho na inspiração
Sou artista principal ou figurante
Nobre e plebeu, falcão em pleno vôo
Pro mundo literário trago real e imaginário
Transformo burguês em proletário
Brigo por donzelas e maltrato corações

Procuro fazer da folha vazia meu esconderijo
Com rabiscos costuro fantasias
Desfilo no papel os meus modelitos
Retirados do guarda-roupas da memória
Modelados com retalhos de real e abstrato

Tudo que foi fotografado com lentes de aumento
É transformado em matéria-prima
Pequenos flexes compõem lindas fotos
Decoro toda a morada do meu Ser
Revisto todas as paredes com palavras
sem nexo, que um dia farão sentido, darão rumo

Sem inspiração me sinto vazio
Sinto apenas o gosto do concreto
Apenas o cheiro da fumaça, materializada em meu nariz
Torno-me impessoal, apenas mais um na via pública
Fico cego quando não tateio a ilusão
Saliva seca e o chão rachado na imensidão

Quando volta a inspiração
Sou super-herói girando a terra...
...no sentido anti-horário
Tenho o poder de colorir meus dias
Puxar a lua sempre cheia pra perto do meu bem
Colocar no rosto do próximo o sorriso amistoso de outrora.
Hedonico
Enviado por Hedonico em 24/11/2006
Código do texto: T300027
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Hedonico
Salvador - Bahia - Brasil, 46 anos
1049 textos (32100 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 16:05)
Hedonico