Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Do nada, Loucura?

Tenho vontade de pular um abismo
rir, chorar, pular e curtir tudo.
Sem medo nenhum, sem peso algum
sem sombra no chão, só impressão.
Sonho que tenho tudo em mãos
que o triste é o longíquo algo
e a grama é sempre verde, o céu azul
o vento passa devagar, [arrepio]
durmo nessa grama, olhando pro sol
sinto no vento o cheiro Da Dama
indicando a Noite que tarda,
o sol que se parta para que a lua surja
nesse dia que o tempo passa
mas a vida não, eternamente quieta
e sempre acompanhada, do sol ou da lua,
do vento ou da chuva,
e dentro só pula
sorrateiramente
felicidade.
FlávioDonasci
Enviado por FlávioDonasci em 24/11/2006
Código do texto: T300162

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
FlávioDonasci
São Paulo - São Paulo - Brasil
285 textos (12155 leituras)
6 áudios (343 audições)
1 e-livros (134 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 08:22)
FlávioDonasci