Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema sem nexo

Um relâmpago rasgou o céu
e uma alma morta
ressucitou junto com o chão
prá comer do pão
que o diabo tirou
das mãos de Deus.

O espinho de um faxeiro
lambeu ligeiro a última gota de sangue
da carne escangalhada.

O nambu bateu as asas
deixando prá trás um corpo
branco prá ser torrado pelo sol.

Foiçadas. A carne crua
desmoronando e a boca
comendo da terra que o cevou.

Acordou com o cheiro de Joana
na cama lembrou de Ana
e do ódio que a envenenou.
André de Siqueira
Enviado por André de Siqueira em 25/11/2006
Código do texto: T300710

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Rodrigues de Siqueira). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
André de Siqueira
Recife - Pernambuco - Brasil, 51 anos
33 textos (1228 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:06)
André de Siqueira