Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POEMA BUROCRÁTICO

"Seria humor se não fosse tragédia".
                                       
                                           SP, 05/03/2005

Tenho certidão de nascimento...
E esse cansado momento.
Tenho nome, sobrenome... eu tenho filiação.
Mas ultimamente, tenho muita aflição.
Tenho endereço, domicílio, residência...
Mas o que não tenho é a necessária paciência!
Tenho título de eleitor, tenho c.i.c, r.g...
Tenho tudo isso,  só não sei para quê!
Pago o i.n.s.s, o leão,  a previdência,
Pago o i.s.s., o i.c.m.s, com  prudência.
Pago a energia, pago a água, o telefone...
Pago o transgênico, e continuo com fome...
Pago o i.p.t.u, a poluição, o condomínio
Pago muito caro pelo tudo mais em declínio.
Pago minhas dívidas, e os juros da externa,
E apesar do meu esforço, nunca me livro delas!
Pago o  i.p.v.a, muitos pedágios, “todos os patos”,
E para derrapar... também pago pelos buracos!
Para financiar antigas e benesses recentes...
Pago fielmente  a “c.p.m.f” permanente!
Pago também franquia para qualquer sinistro...
Inclusive as taxas...  que nunca removem  o “lixo”!
Mas afinal... tenho seguro desemprego, o f.g.t.s,
E a cada eternidade a esmola do p.i.s -p.a.s.e.p...
E no altruísta amparo  da  histórica C.L.T...
Eu me desespero para conseguir sobreviver.
Fiz universidade, aprendi tanta ciência...
Queria ter aprendido a ser só inconsciência.
Enfim...eu tenho c.e.p, naturalidade, emoção!
E todos os anseios de um pretenso cidadão.
Também terei um dia  uma certidão de óbito.
Mais uma inutilidade para atestar o que é óbvio.
Eu sugiro um epitáfio, a quem teve idoneidade...
A quem teve tanta sigla, e até nacionalidade:
“Jaz aqui um mero alguém que nunca teve identidade”.


   

 REVISÃO E ATUALIZAÇÃO DO POEMA:
         
Pago todas as "bolsas", inclusive o "fome Zero"...
Financio todos os "dutos"...com suor e com esmero!
 

                             SP, 25/11/2006
               
             Poema Publicado na antologia DA JORNADA LITERÁRIA em comemoração aos 40 anos da SOBRAMES NACIONAL, promovida pela SOBRAMES/PORTO ALEGRE.
             Publicado no suplemento literário mensal da
SOBRAMES /SÃO PAULO.
             DIREITOS AUTORAIS RESERVADOS.
             


 
MAVI
Enviado por MAVI em 25/11/2006
Reeditado em 25/11/2006
Código do texto: T300788

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
MAVI
São Paulo - São Paulo - Brasil, 56 anos
5333 textos (331890 leituras)
987 áudios (86562 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:19)
MAVI