Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DIREÇÃO

Deixei de te amar,te juro,
Não posso mais,o futuro
Procura outros caminhos.
Foi-se horas de espera,
Adeus,cansei da quimera,
Daqui eu sigo sozinho!

Deixei de te amar,não posso
Aceitar que o que era nosso
Em nada se transformou.
Tua frieza sentida
Deixou aberta a ferida
Por onde o amor passou!

Passou levando a verdade
Que esconde a minha vaidade
No que eu não te esqueci.
E se é falso o juramento,
Traio o meu pensamento
Quando me lembro de ti!

Mas há de passar o encanto,
Há de secar-me o pranto
Quando vier outro amor.
Manterei o meu sorriso,
Falso,sei,mas é preciso
Para esconder minha dor!

Deixei de te amar,confesso,
Não sonho mais o regresso
Do tempo em que te amei.
Dei-te a minha verdade,
Em troca tua falsidade,
Se me amavas não sei!

Não sei,mas fui verdadeiro,
Amei teus olhos primeiro,
Sonhei teus sonhos depois.
Adeus!o amor não implora,
Se o tempo feliz de outrora
Não reconhece nós dois!

Adeus!que o tempo me diga
Se estou voltando à vida
Por amor ainda  a mim.
Se hoje sigo sozinho
Invento um novo caminho,
Um novo começo no fim!

Deixei de te amar,suponho
Que tudo isso era um sonho
Que o meu peito inventou.
E onde mais a loucura
Prende,espanca,tortura,
Senão em quem mais amou?!

Deixei de te amar,não quero
Que saiba o meu desespero,
O meu esforço em dizer.
Adeus,que parto agora,
Quanto mais cedo ir embora
Mais cedo hei de esquecer!

Hei de esquecer,e velhinho,
Quando a noite do caminho
Escurecer minha história,
Talvez encontre seu rosto
Com cada detalhe exposto
Na apagada memória!
Gilberto de Carvalho
Enviado por Gilberto de Carvalho em 25/11/2006
Reeditado em 14/08/2009
Código do texto: T301014
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gilberto de Carvalho
Pirajuí - São Paulo - Brasil, 44 anos
300 textos (13384 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 08:20)
Gilberto de Carvalho