Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cidade Urbana

Imagens,
Fotografias, luzes refletidas.
Gravadas na memória,
Tornam-se tradutora da vida

Vida
O tempo, mutante transforma.
Lições aprendidas na escola.
Escola que a vida ensina.

Janela
A imagem que se vê não é verde
A luz que ilumina não é clara
É cinza, concreta, bruta, parede.

Rua
A poeira, que do chão subia, já não é sua.
Nem suas são as marcas que se vislumbra
A pressa do menino em fuga.

Menino
Que na mão brinquedo não trazia
Na roupa manchada de vermelho, tinta não existia.
Bala, que o menino ganhará, o sabor doce não tinha.

Pessoas
Em volta, presente não trazia.
Traziam a atenção que um dia o menino pedia
Pedidos que eram feitos pelos olhos de um menino que ninguém via

Cidade
Onde ninguém via ninguém.
Por que o tempo não permitia
Agora paravam para ver um menino, que na rua brincar não iria.

Imagens da Vida,
Que da Janela mostrava,
Um menino de Rua, que seguia,
O desejo, de que um dia, as Pessoas da Cidade pudessem ver, a vida que vivia.
Nil Tojal
Enviado por Nil Tojal em 25/11/2006
Código do texto: T301025
Enviar por e-mail
Denunciar

Sobre o autor
Nil Tojal
Ibitinga - São Paulo - Brasil, 40 anos
10 textos (682 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 08:26)
Nil Tojal