Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Socorro

Homens calados e apressados,
Talvez pela vida martirizados,
Sobem e descem as ladeiras
Com armas pesadas,
Feitas com esmera mestria
Da mais alta tecnologia,
Do tempo atual.
Inclementes e a margem da lei.
Derrubam vidas pela calçada.
Passantes tornam-se cautelosos
Escondem-se com prudência.
Para não ser alvejados.

Depois de tudo acabado
Todos passam indiferentes,
Olham de longe,
Da beira das calçadas,
O corpo estendido.
A vida findada.

Olham das belas sacadas
De ouro ou de marfim
A burguesia debruçada
Será que está ouvindo
O bramido, o adeus, a chamada?
Que importa o retrato falado
Que importa o inquérito não instaurado,
Que importa?

E vão esvaindo-se vidas,
De maneira acelerada,
O que fazem às autoridades
Para evitar essa dor?  Nada.

R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 26/11/2006
Reeditado em 26/11/2006
Código do texto: T301731
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
R J Cardoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3128 textos (79570 leituras)
2 e-livros (393 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:22)
R J Cardoso