Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LAMENTO DE UMA ÍNDIA

Sinto-me presa:
Em redes como os peixes do meu Rio Negro,
Em grades como os pássaros da minha floresta amazônica,
Trancafiados pela ganância de piratas modernos.

Sinto-me invadida:
Como a floresta pela queimada desmedida,
Que mata o meu verde e tira a esperança de espécies
Que lutam pela Vida.

Sinto-me vítima:
De um preconceito que ainda hoje faz vítimas,
De uma ignorância cada vez mais cega,
De uma justiça cada vez mais prostituída.

Sinto-me fraca:
Sua busca pelo poder é mais forte que a nossa força unida,
Usurpam nossa vida, tomam nossos direitos,
Tiram nossa liberdade tão querida.

Sinto-me triste:
Sua modernidade invade nossa tribo,
Torna nossos jovens deprimidos,
Fazendo vítimas nossas crianças
que não possuem a perspectiva de vossos filhos.

Sinto-me incapaz:
Voltar ao passado ou reformular o futuro?
Apoiar suas iniciativas
Ou lutar pela nossa cultura já quase esquecida?

Sinto-me assim:
E assim sentem os que estão ao meu lado,
Indígenas de uma grande tribo,
Filhos de uma mesma nação que é o Brasil.



***********************************************************

Poema feito em manifesto ao grande índice de suicídios entre jovens de tribos indígenas em Benjamin Constant, a 858 quilômetros da capital Manaus.

O amplo quadro de crise social - reação a uma sensação de
deslocamento provocada, entre outras coisas, por fatores como a desarticulação familiar, falta de perspectivas de futuro, impossibilidade de competir com os brancos no mercado de trabalho, a violëncia sofrida pelas mulheres indígenas nos estupros coletivos e falta de alternativas construtivas de lazer.

Essa exclusão sócio-cultural tem levado jovens índigenas a ingestão abusiva de álcool, formação de gangues e a prática de suicídios em São Gabriel da Cachoeira.



Mhayah (Máyah Perez)
Enviado por Mhayah (Máyah Perez) em 27/11/2006
Reeditado em 26/04/2008
Código do texto: T303302

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Mhayah). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mhayah (Máyah Perez)
Manaus - Amazonas - Brasil
165 textos (34548 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:21)
Mhayah (Máyah Perez)