Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As Pernas

Tropeçou nas pernas
- as próprias
Pernas-equilíbrio
Equilíbrio do mundo
Em movimento



Nesse momento,
Já não havia mais pernas
Nem mundo
Nem movimento



Deitou-se no asfalto
De gelo
Hibernou na cidade-movimento
Projetou-se de braços abertos
Pantomima petrificada
Na cidade-movimento-verticalizada



À procura dos olhos
- os próprios
Viu um mundo de pernas
Tinha as próprias
- as pernas
Já não podia andar
Bruno Cabelo
Enviado por Bruno Cabelo em 29/11/2006
Código do texto: T304730
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bruno Cabelo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 33 anos
16 textos (361 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 06:09)