Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dançando Conforme a Vida - Comentário na Rádio (Cruzeiro Fm)


O livro escolhido desta semana é o 'Dançando Conforme a Vida' de Neusa Padovani Martins que foi feito pela Editora Ottoni de Itu e que será lançado no dia 29 de julho de 2006 na Segunda Semana do Escritor de Sorocaba.
Neusa é Psicóloga , Pedagoga e Especializada em Educação Infantil. Durante mais de 25 anos, dedicou-se ao trabalho direto com crianças, seus pais e professores. Foi proprietária do Centro de Desenvolvimento Infantil Potinho de Mel, onde pôs em prática um trabalho diferenciado e inovador, segundo a linha de pensamento de Paulo Freire.
Decidiu colocar em um livro alguns de seus textos escritos após sua participação na 1ª Semana do Escritor de Sorocaba. Conforme suas palavras, seu marido e filhos a intimaram a abrir a gaveta e mostrar através de situações do cotidiano ora com nostalgia, ora com humor, que para ser feliz é preciso dançar conforme a vida. Sem medos e vergonhas, amando e deixando-se amar, respeitando e impondo respeito, Neusa escreve de forma fluida e agradável de ler.
Escolhemos o conto 'Um Bombeiro em minha Vida' para mostrar um pouco o que há no livro. Uma história que ela afirma ser verdadeira. Será?!
Resumimos o conto:
Era uma vez uma mãe feliz como costumam ser todas as mães por aí.
Para mim, aquele era um dia normal, desses em que a gente levanta, leva os filhos na escola, trabalha seja lá no que for e depois vai buscar os filhos na escola de volta.
Olhei para o relógio e vi que já eram 10h. Pensei lá com meus botões, se ainda daria tempo de fazer uma visitinha no rancho do quintal, pois precisaria do material de carnaval para uma festa a fantasia que faríamos com as crianças da escolinha onde eu trabalhava. Saí então apressada em direção ao quintal, passando antes pela lavanderia e para que minha cachorrinha Luba não entrasse na cozinha tratei de fechar a porta. Neste instante, ouço o barulho da porta de ferro se fechando.
Nãooooooo......Meu Deus!!! Isso não! (exclamou). E agora? O que vou fazer?

Neusa e sua cachorrinha ficaram presas no quintal. Ela esqueceu que a porta estava com aquele velho e conhecido problema da lingüeta enroscada, aquele que quando a porta fecha de vez, fica com a lingüeta da fechadura entalada no batente.
A única saída para essa situação foi gritar para as vizinhas mais próximas que falaram com ela aos gritos e ao entenderem o problema, saíram pedir socorro. Meia hora depois, Neusa viu dois bombeiros entrando pelo telhado e com um pé de cabra abriram a porta. Acabado o salvamento, preencheram os boletins de ocorrência e saíram os três pela porta da rua e Neusa teve que explicar para os vizinhos amontoados na frente de sua casa o que tinha acontecido. Depois disso tudo Neusa vai buscar seu filho na escola que vem correndo para ela dizendo: _ Mãe, olha o desenho bonito que eu fiz a pedido da professora .
Então ela perguntou: _ Por que?
Ele respondeu: Mãe, hoje é o dia do bombeiro!
Ela começou a rir, sem que o filho nada entendesse!

*Douglas Lara é organizador da coletânea Roda Mundo 2006 e anteriores; idealizador da Semana do Escritor de Sorocaba.

27/06/06
http://www.sororkut.com/el/colunistas/douglas/dcv.htm
® Sororkut.com - Todos os direitos reservados.
Douglas Lara
Enviado por Douglas Lara em 29/11/2006
Código do texto: T304786
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Douglas Lara
Sorocaba - São Paulo - Brasil, 78 anos
517 textos (131779 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:31)