Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

GÁRGULA

Eu procuro
O espelho atrás do espelho,
O móvel no escuro
Que me fez tropeçar na sala.

Meu último rosto,
Minha última fala...
Eu me despenco em mim mesmo,
Meus erros passeiam no quarto.

Devia ser tão simples chorar.
De repente,por qualquer arte,
Deixar as lágrimas cairem
E achar que tudo é moderno.

Eu desenho em meu caderno
Um pássaro estranho
Cantando o motivo da queda
Enquanto cai no jardim.

De doença,de velhice?
De tédio,lamurioso
Como uma sentença.

No fim o motivo é novo,
Um jeito simples de partir
Sem deixar sequer a música
Ou a recordação de sua sombra.

A noite zomba dos espíritos
Que batem de porta em porta.
Não importa a hora que partiram,
Se nunca eles existiram.

Eu procuro a resposta abusiva
Dentro da pergunta comportada.
A existência não guarda
O segredo de ser.

E assim,viver é mais seguro,
Sem ter que procurar o que não existe.
Viver simplesmente,alegre ou triste,
Tropeçando nos móveis no escuro.
Gilberto de Carvalho
Enviado por Gilberto de Carvalho em 29/11/2006
Reeditado em 14/08/2009
Código do texto: T305143
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gilberto de Carvalho
Pirajuí - São Paulo - Brasil, 44 anos
299 textos (13350 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:11)
Gilberto de Carvalho