Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Assim não!

Sempre posa de bonzinho,
Sempre justo e honesto,
Mais que bonitinho,
Muito preocupado com os próximos,
Queria um filho assim, que jovem ótimo!

Isso, continue acreditando
Para que preocupar com o que não se vê?
Sempre há razão para viver sonhando,
e também não há razão para crer
que um agradável jovem pudesse
Fazer algo que eu não fosse entender.

Eu prefiro ao que vejo me ater,
Daria muito trabalho analisar você!

Com o tempo a máscara tende a se dissipar.
Nem tudo é perfeito
mesmo para quem muito pretende.
E com muita tristeza muitos notarão
Que a injustiça reinou por falta de vontade
De trabalhar para uma melhor visão.

Espera-se ao menos que o exemplo sirva
Fazendo com que a honestidade viva,
E Que o homem não tenha medo da batalha
Enfrentando com vontade o mentiroso e canalha
Para que a natureza agradeça
Ofertando ao homem o que ele realmente mereça.
Durval Neto
Enviado por Durval Neto em 30/11/2006
Reeditado em 01/12/2006
Código do texto: T305988

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Durval Neto
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 35 anos
61 textos (1926 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 14:01)
Durval Neto