Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sonho insano

Canta o vento no arvoredo
aves voam em bando, se vão
vejo crianças brincando sem medo
correndo livres, pés no chão...

Balouçam as folhas em rimas de brisa
reluz o orvalho na terra ao alvorecer
ouça a canção das águas , imprecisa
coração se enternece, como é lindo viver.

Há brilho nos olhares, esperança no porvir
lépidos veem velhos e jovens, a sorrir
entre abraços, cumprimentos, vem sentir
o aconchego, a felicidade em existir.

Corre o tempo sem pressa, adormecido
foje a tristeza pra sempre, foi-me dito
nao há mais dor, nem pranto, foi proscrito
o medo, a ira, todo mal, é finito.

Morreu ? nao, nao morre o imortal
nao se destrói o bem, nem o mal
mas entendeu pra sempre o homem o sinal
da uniao das diferenças , se fez Um, afinal.

Ah, este sonho insano, imaginando mundos,
uma louca que ousa num suspirar profundo
pensar ser verdade o poder e o crer
quem sabe? na insanidade resida o saber?



Liane Furiatti
Enviado por Liane Furiatti em 30/11/2006
Reeditado em 20/01/2009
Código do texto: T306236
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Sobre a autora
Liane Furiatti
Curitiba - Paraná - Brasil
776 textos (34956 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:25)
Liane Furiatti