Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Humor Dentro e Fora da Tenda

Só irá entender a poesia quem já leu o livro A Tenda Vermelha de Anita Diamant, um romance-drama inesquecível que resolvi encará-lo com bom humor. Ler a poesia sem saber do que se trata é o mesmo que ser um "cego no tiroteio".
 
A tal da Dinah foi uma criança fofoqueira e interessante
Sabia de tudo o que acontecia com seu pai e suas amantes
 
Ela era puxa-saco da sua tia Raquel
Falava mal dos "zóio" da mãe
Gostava de pão com mel
 
O velho Labão era um sovina de mão cheia
Não oferecia brinde aos deuses nem em noite de lua cheia
Tomava cerveja amarga, estrupava cabritinhas
Foi casado com Ada e batia na pobre da Rutinha
 
A Rutinha sempre andava remelenta e descalça
Os outros a achavam uma inútil, verdadeira "mala sem alça"
 
A Raquel era a gatona da parada
Sempre linda, esbelta e apaixonada
Usou frutas vermelhas para finjir mestruada
Depois que casou demorou pra ficar "embuxada"
 
Quando "embuxou", o filho levou 3 dias pra sair
Ela gritou até sua força se extinguir
Jacó se desesperou e num alto da colina foi se distrair
 
Lia, querida mãe de Dinah
Era trabalhadeira pra "daná"
Tecia, cozinhava, varria, cuidava das crias
E tinha tempo pra dá
 
A Zilpah era a esquisitona da situação
Tinha medo de homem
E acreditava em assombração
Foi pra cama com Jacó só pra ser parideira
Depois se arrependeu e quis ficar sem sexo a vida inteira
 
A Bilah era doce e cativante
Contava pra Dinah histórias de um passado distante
Era uma observadora, reparava em tudo
Até num bezerro que estivesse mais peludo
 
Por aqui vou terminando
Pois tenho mais para ler
Hoje vou rimando
Amanhã? Vamos ver...
Renata Mofati
Enviado por Renata Mofati em 01/12/2006
Código do texto: T306435
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Renata Mofati
Mimoso do Sul - Espírito Santo - Brasil, 34 anos
125 textos (15445 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 10:33)
Renata Mofati