Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

WLADIMIR HERZOG

 
Wladimir Herzog
 
 
 
 
O ridículo é o mais desapiedado,
assassino da liberdade.
Nenhuma paixão lhe resiste,
                                                   

e diante dele se curvam ,
todas as forças da terra.
 
Wladimir foi tirado do trabalho criativo.
Da lida  jornalística soborosa,
para fazer história,
Na mais alta e ignominiosa,
glória da vida.
 
Sabia pra onde ia.
Um lugar da artilharia dura,
Compactuada com sotaina escura,
onde  se renuncia à democracia,
pelos hinos da revolução obscura.
 
DOI, onde o amor à liberdade,
era morto, sepultado, ou arquivado.
Onde a realidade nua e crua,
dava eletrochoques,tortura,
enfim, um enforcamento simulado.
 
E' punido! Punido cruelmente!
Simulam um suicídio; de joelhos.
Ele que queria tanto viver,lutar,
Se para isto bastasse levantar.
 
E' uma desonra e uma calúnia,
à natureza humana.
Montam um espetáculo.Um espanto!
com cenaristas da época.
Um cinto, lhe passa pela garganta.
E se não bastasse, anos depois,
outra montagem em preto-e-branco.
 
Esta é a paga pelo seu amor pátrio,
pelo amor soberano `a liberdade.
Uma grandiosa desfeita.
Um Chanucá para que ascenda
o ano inteiro,as luzes da fraternidade!
Enquanto o Brasil se ajeita.
 
E' imortalizado fraternalmente,
para o presente e para o futuro.
Um confronto com o passado,
com o presente e com o porvir.
 
Falta alguma coisa, senhores!
Para este que enfrentou choques,
nas procelas,e horrores?
Falta a nossa memória!
Colocamos no simulacro uma parcela.
e com isto nos contentamos.
 
Cúmplices, isto que somos!
Mas tenho um alvo.Todas alegrias!
Aos vivos.E aos insanos.
Conservar dele as  energias.
 
Devemos transforma-lo em larga síntese.
Num monumento eloqüente.
Estilo hebreu, monumental, pôr ser ecumênico.
Onde jovens e velhos pudessem se levantar,
E erguer os olhos, com afeição.
 
Não será a lágrima, por este valente,
a mais obscura gratidão?
 
 
DON ANTÔNIO MARAGNO LACERDA
Prêmio UNESCO/jornal e poesias.
 www.jornaldosmunicipios.go.to
jornaldosmunicipios@ig.com.br
DON ANTONIO MARAGNO LACERDA
Enviado por DON ANTONIO MARAGNO LACERDA em 03/07/2005
Código do texto: T30658
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
DON ANTONIO MARAGNO LACERDA
Campinas - São Paulo - Brasil, 79 anos
55 textos (2587 leituras)
2 e-livros (95 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 10:49)
DON ANTONIO MARAGNO LACERDA